Inovação na Suíça

Inovação na Suíça
Laboratório de pesquisa da EMPA

Através de sua grande força inovadora, há décadas empresas suíças vêm se afirmando em muitos setores perante a concorrência internacional. Tantos grupos multinacionais como pequenas e médias empresas investem de modo sustentável em desenvolvimento e pesquisa (F&E) a fim de melhorar constantemente seus processos, serviços e produtos. 

Além disso, há também a capacidade das empresas suíças de implementar resultados de pesquisa em produtos prontos para o mercados. A Suíça oferece condições gerais ideais de leis e tributação para a administração central e exploração de direitos da PI, através de uma única sociedade de exploração de licenças. Disso resulta em muitos casos uma baixa tributação de rendimentos de royalties de holdings, de sociedades principais, sociedade de domicílio ou sociedades mistas. Além disso, o grande número de especialistas em PI competentes e poliglotas e a adesão a todas as organizações importantes da PI criam  o ambiente ideal de proteção, uso e comercialização da propriedade intelectual - também para além das fronteiras. 

A capacidade inovadora da Suíça é garantida pela presença duradoura de instituições de ensino superior renomadas e interligadas mundialmente como a Escola Politécnica Federal de Zurique (ETH), a Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPF) , os quatro institutos de pesquisa e as sete universidades cantonais. Elas realizam uma excelente pesquisa de base pública. Em áreas técnicas e de ciências naturais, o número de citações de publicações suíças é acima da média. Esses fatores fazem com que as empresas suíças possam manter sua competitividade apesar da alta cotação do franco suíço nos últimos anos. 

O Innovation Union Scoreboard 2014 da UE identifica a Suíça como local de inovação de primeira categoria em comparação com outros países na Europa. Em questão de força inovadora, a Suíça, considerando o número de doutorandos e publicações científicas em relação ao número de habitantes, está em primeiro lugar, seguida pela Suécia, Dinamarca e Alemanha. A Suíça atinge na escala de inovação, composta de 25 fatores, um valor de mais de 0,8, ficando claramente acima da média da UE, de cerca de 0,68.

A fim de fortalecer mais a força inovadora da Suíça, o Conselho Federal planeja um parque de inovação nacional, que através de diferentes pólos e locais de redes deverá fomentar pesquisas e inovações. Os primeiros centros serão inaugurados em 2016.

Download da folha informativa de inovação

Global,

Através de sua grande força inovadora, há décadas empresas suíças vêm se afirmando em muitos setores perante a concorrência internacional. Tantos grupos multinacionais como pequenas e médias empresas investem de modo sustentável em desenvolvimento e pesquisa (F&E) a fim de melhorar constantemente seus processos, serviços e produtos. 

Além disso, há também a capacidade das empresas suíças de implementar resultados de pesquisa em produtos prontos para o mercados. A Suíça oferece condições gerais ideais de leis e tributação para a administração central e exploração de direitos da PI, através de uma única sociedade de exploração de licenças. Disso resulta em muitos casos uma baixa tributação de rendimentos de royalties de holdings, de sociedades principais, sociedade de domicílio ou sociedades mistas. Além disso, o grande número de especialistas em PI competentes e poliglotas e a adesão a todas as organizações importantes da PI criam  o ambiente ideal de proteção, uso e comercialização da propriedade intelectual - também para além das fronteiras. 

A capacidade inovadora da Suíça é garantida pela presença duradoura de instituições de ensino superior renomadas e interligadas mundialmente como a Escola Politécnica Federal de Zurique (ETH), a Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPF) , os quatro institutos de pesquisa e as sete universidades cantonais. Elas realizam uma excelente pesquisa de base pública. Em áreas técnicas e de ciências naturais, o número de citações de publicações suíças é acima da média. Esses fatores fazem com que as empresas suíças possam manter sua competitividade apesar da alta cotação do franco suíço nos últimos anos. 

O Innovation Union Scoreboard 2014 da UE identifica a Suíça como local de inovação de primeira categoria em comparação com outros países na Europa. Em questão de força inovadora, a Suíça, considerando o número de doutorandos e publicações científicas em relação ao número de habitantes, está em primeiro lugar, seguida pela Suécia, Dinamarca e Alemanha. A Suíça atinge na escala de inovação, composta de 25 fatores, um valor de mais de 0,8, ficando claramente acima da média da UE, de cerca de 0,68.

A fim de fortalecer mais a força inovadora da Suíça, o Conselho Federal planeja um parque de inovação nacional, que através de diferentes pólos e locais de redes deverá fomentar pesquisas e inovações. Os primeiros centros serão inaugurados em 2016.

Download da folha informativa de inovação

Descarregar 
Page Meta 
Fact Sheet
  • Swiss Business Hub Brazil
    Business Development Manager
    Avenida Paulista, 1754, São Paulo
    +55 11 3372-8208
  • Head of Swiss Business Hub Brazil
    c/o Consulado Geral da Suíça, Av. Paulista 1754, 4° andar, São Paulo SP
    +55 11 3372 8202 / +41 58 480 04 55