Atualidades

A aprendizagem suíça em foco em WorldSkills

A mais importante competição mundial de ensino vocacional e excelência de aptidões ofereceu a plataforma perfeita para a Suíça lembrar ao mundo o seu forte sistema de aprendizagem.

A 43ª edição de WorldSkills teve início em São Paulo, a 11 de Agosto. Delegações de quase 60 países competiram ao longo de uma semana em 50 áreas diferentes. Serviços de restauração/hotelaria, arquitectura, electrónica ou IT são apenas alguns exemplos dos sectores abrangidos pelo evento. Foram seleccionados 40 participantes para representarem a Suíça. Esses jovens de ambos os sexos estiveram submetidos a enorme pressão para corresponderem à excelente reputação de que o seu país desfruta em todo o mundo em termos de formação. Há 2 anos, em Lípsia, a Equipa Suíça conquistou o segundo lugar na tabela de todos os países, obtendo 17 medalhas, e só houve dois candidatos que regressaram a casa sem condecoração.

Com um 4º lugar atrás do Brasil, da Coreia e de Taipé, a Suíça continua a ser o melhor país europeu no ano corrente. Embora a nova equipa nacional tenha falhado, por pouco, um lugar no pódio, a sua actuação honrou o país. O cientista de computadores Lars Tönz, do Cantão de Thurgau, conquistou uma medalha de ouro, e 7 medalhas de prata e 5 de bronze foram ganhas pelos membros da sua equipa.

O evento ofereceu a oportunidade perfeita à Suíça para promover o seu já afamado sistema de formação vocacional. As autoridades suíças já estão a ser contactadas por um número crescente de países interessados em aprenderem mais sobre tais práticas. Os Estados Unidos assinaram recentemente uma declaração de intenções conjunta com a Suíça no sentido de colaborarem em cursos de aprendizagem, e algumas empresas suíças, como a companhia de seguros Zurich, já iniciaram aqui a criação de cursos de formação vocacional.

O capítulo 12 do Manual para Investidores (Educação e Investigação) dá mais informações sobre educação na Suíça.

Read more
Compartilhar

Related Content