Atualidades

Excelente classificação do mercado laboral suíço

O Centro Nacional de Estatística da Suíça publicou os Indicadores do Mercado Laboral para 2015. A Suíça está a evoluir melhor do que a maioria dos outros países europeus.

Os Indicadores do Mercado Laboral para 2015 são encorajadores. Presentemente, a Suíça tem uma das mais altas taxas de actividade económica na Europa. Tanto a participação de mulheres no mercado laboral como a proporção de pessoas com emprego a trabalhar em tempo parcial são nitidamente mais elevadas na Suíça do que na maior parte dos países europeus. A taxa de desemprego da Suíça baseada na definição de ILO é aproximadamente metade (4,4 % no segundo trimestre de 2014) da taxa média na União Europeia UE-28 (10,1 %), apenas a Noruega registando uma taxa de desemprego mais baixa (3,3 %). Os salários na Suíça, quando convertidos em euros, são superiores aos de outros países europeus, reflectindo assim os elevados níveis de prosperidade e produção do país.

Uma outra conclusão retirada do relatório é a de que no primeiro trimestre de 2015 o número de empregos e de pessoas empregadas subiu quando comparado com o período homólogo do ano anterior. Os indicadores a curto prazo das estatísticas laborais sugerem que o número de empregados aumentará no próximo trimestre, ou pelo menos manter-se-á estável.

Além do acima referido, a Suíça ocupa um lugar elevado na mais recente comparação internacional de motivação de trabalhadores do IMD (1º), bem como na comparação internacional de produtividade laboral da Conference Board (4º). Não há dúvida de que estes factores contribuem para um mercado laboral mais saudável.

Mais informações no capítulo 8 do Manual para Investidores (Mercado Laboral e direito do trabalho).

Compartilhar

Conteúdo relacionado