Atualidades

Saúde: Na Suíça vive-se mais tempo

O bom funcionamento do sistema de saúde contribui para a qualidade de vida na Suíça. Segundo a OCDE, a esperança média de vida na Suíça é das mais elevadas do mundo.

Segundo a OCDE, um indivíduo do sexo feminino nascido na Suíça em 2012 tem uma esperança média de vida de 85 anos. Um indivíduo do sexo masculino tem uma esperança média de vida de 80,6 anos. Desta forma, a Suíça ocupa o 3º lugar na média mundial, a seguir ao Japão e à Islândia. A Confederação situa-se desde há dezenas de anos nessa posição de topo.

Há muitas causas para estes valores surpreendentes. Internacionalmente, os dados sobre a saúde situam-se, com uma fatia de 11,1% do PIB, a um nível muito elevado e nitidamente acima da média da OCDE, que é de 8,9%. É de referir que, comparativamente, há uma menor participação das finanças públicas, o que torna o sistema mais duradouro.

Desta forma, o sistema de saúde suíço tem comprovado a sua qualidade ao longo dos anos. O índice de mortalidade por cancro, por exemplo, sofreu uma redução de 28% entre 1990 e 2011, mais do que em qualquer outro país da OCDE. Actualmente, e com este índice, a Suíça situa-se no quarto lugar. 81% das pessoas que vivem na Suíça afirmam que têm boa saúde. Também nesta área a Suíça ocupa os Top10 da OCDE. Em nenhum outro país da Europa se verifica um nível de obesidade tão baixo como na Suíça (8,1%).

Não é por acaso que a elevada qualidade de vida da Suíça contribui para a elevada esperança média de vida no país. Trabalho e lazer, família e descanso combinam-se neste pequeno país de forma perfeita com a sua variadíssima paisagem. As pessoas que vivem na Suíça gozam geralmente de um elevado nível de vida. Assim, um recente Inquérito mundial revelou que a Suíça é o país mais feliz do mundo.

Para pormenores sobre a vida na Suíça: Manual para Investidores.

Leia mais
Compartilhar

Conteúdo relacionado