Atualidades

Suíça continua a ser a segunda economia mais competitiva do mundo

Resultados do IMD World Digital Competitiveness Yearbook 2017 (Anuário de Competitividade Digital Mundial IMD de 2017)

A Suíça continua a ocupar a segunda posição como economia mais competitiva do mundo. O país também aparece entre os dez primeiros Estados no novo Ranking de Competitividade Digital da escola de negócios IMD, sediada em Lausanne.

estudantes segurando certificados
A Suíça continua a aparecer entre os três primeiros colocados nos rankings de competitividade.

Nos rankings anuais compilados pelo Centro de Competitividade Mundial da IMD, a Suíça novamente está em segundo lugar, pouco depois de Hong Kong, no topo, e seguida por Cingapura (3º), EUA (4º) e Países Baixos (5º). O Centro de Competitividade Mundial da IMD classificou 63 países neste ano, comparando pontos positivos relativos que variam de economia a estabilidade política, além de saúde, educação e meio ambiente.

Os pontos fortes da Suíça estão na sólida governança, na legislação trabalhista flexível e na excelente qualidade de seu sistema educacional e de suas capacidades de pesquisa. Uma pesquisa com executivos de empresas avaliou positivamente a Suíça em grande parte por sua estabilidade política, educação, mão de obra qualificada, infraestrutura confiável e um sistema tributário competitivo.

8º lugar no Ranking de Competitividade Digital

Pela primeira vez, a IMD publicou um ranking separado de Competitividade Digital, colocando a Suíça entre os dez primeiros (8º). “Aspectos de importância primordial no ranking digital envolvem o grau de capacidade de adaptação e a agilidade das economias quando se deparam com mudanças tecnológicas”, declarou o autor do relatório, Arturo Bris. O novo Ranking de Competitividade Digital avalia a habilidade dos países em adotar tecnologias digitais que geram transformação nas práticas governamentais, modelos de negócios e na sociedade em geral.

Atratividade contínua do estado alpino

A Suíça continua a aparecer entre os três primeiros colocados nos rankings de competitividade. Segundo a IMD, a atratividade contínua do pequeno país no meio da Europa pode ser atribuída a vários fatores significativos:

- Sistema educacional de alto nível e disponibilidade de talentos
- Estabilidade política baseada em um sistema jurídico confiável
- Acesso a finanças (especialmente para pequenas e médias empresas)
- Uma estrutura regulatória favorável aos negócios que incentiva o empreendedorismo
- Impostos corporativos existentes (em comparação a taxas na Alemanha, Japão e nos EUA)
- Investimentos em infraestrutura que levam a uma crescente conectividade

Baixe o nosso Manual para Investidores.

Links

Compartilhar

Conteúdo relacionado