Atualidades

A Suíça no topo da lista mundial de talento empresarial

IMD acaba de publicar seu segundo Relatório Mundial de Talentos. A Suíça lidera o desenvolvimento, a atratividade e a retenção de talentos para satisfação das necessidades de empresas.

O Relatório Mundial de Talentos IMD está baseado em 20 anos de recolha de dados relacionados com a competitividade, incluindo um estudo aprofundado de mais de 4.000 executivos nos 61 países abrangidos pelo estudo.

A investigação tem seu enfoque em três categorias principais – investimento/desenvolvimento, atração e prontidão – que, por sua vez, derivam de uma gama de fatores muito mais alargada. A categoria Investimento/desenvolvimento considera os recursos aplicados para o desenvolvimento de talentos nacionais, como por exemplo, o sistema de aprendizado. Atratividade é a capacidade de atrair e manter talentos, por exemplo, através de uma certa qualidade de vida. Por fim, a prontidão consiste na qualidade das aptidões disponíveis no pool de talentos, tais como educação universitária.

De acordo com o Professor Arturo Bris, Director do Centro de Competitividade Mundial IMD, “Puro poder econômico e talento nem sempre caminham lado a lado. O atributo chave entre todos os países que se situam em posições elevadas em nossa classificação é a agilidade, conforme se comprova em sua capacidade de adaptar políticas que preservam seu pipeline de talentos”.

Mostrando elevado nível de agilidade, a Suíça tem conseguido manter sua posição de país mais competitivo do mundo ao longo de quase uma década. O Professor Arturo Bris considera que outros países, incluindo muitos entre as principais potências econômicas, poderiam aprender lições valiosas ao compreenderem a forma como a Suíça administra seu pool de talentos.

Mais informações sobre talento na Suíça são dadas no capítulo 12 do nosso Manual para Investidores; Educação e Investigação.

Leia mais
Compartilhar

Conteúdo relacionado