Atualidades

Universidades suíças entre as mais inovadoras da Europa

A Thomson Reuters publicou seu ranking anual de universidades europeias inovadoras. Quatro universidades suíças alcançaram o Top 25. Apenas o Reino Unido e a Alemanha tiveram desempenho melhor. O ranking é baseado em dez indicadores diferentes, incluindo métricas de impacto comercial.

Prédio da universidade suíça EPFL
A melhor universidade suíça é a EPFL, em quinto lugar no mundo.

Um motivo importante para que a Suíça seja considerada o país mais inovador do mundo é a força das universidades suíças. Um novo ranking da Thomson Reuters ilustra essa força de forma impressionante. A Reuters buscou identificar as universidades europeias que “desenvolvem a ciência mais avançada, elaboram novas tecnologias e ajudam a promover a economia global”. A melhor universidade suíça é a EPFL, que ocupa quinto lugar no ranking. A EPFL claramente tem a maior pontuação no indicador de “impacto comercial”.

No total, quatro institutos suíços atingiram o Top 25: EPFL (5ª), Universidade de Zurique (9ª), ETH Zurich (11ª) e Universidade da Basileia (25ª). Apenas o Reino Unido, com 6 universidades entre o Top 25, e a Alemanha, com 5 universidades entre o Top 25, tiveram desempenho melhor.

O ranking começou com a identificação das instituições que registraram 50 ou mais patentes no período entre 2010 e 2015. Cada universidade candidata foi então avaliada de acordo com vários indicadores, incluindo a frequência na qual as aplicações de patente da universidade foram concedidas, quantas patentes foram registradas em escritórios globais de patentes e autoridades locais e a frequência na qual as patentes da universidade foram citadas. As universidades também foram avaliadas em termos de frequência na qual seus trabalhos de pesquisa foram citados por patentes e a porcentagem de artigos apresentando um coautor da indústria.

Fonte: startupticker.ch

Links

Compartilhar

Conteúdo relacionado