Atualidades

Suíça atinge o primeiro lugar no Índice de Liberdade Humana

A Suíça é o país mais livre do mundo, substituindo Hong Kong no topo do Índice de Liberdade Humana 2017 (Human Freedom Index, HFI). O último índice, publicado recentemente pelos Institutos Fraser e Cato, avaliou 159 países em todo o globo.

imagem conceitual do mapa mundi
Suíça é o país mais livre do mundo. (Imagem: © Fraser Institute)

O Índice de Liberdade Humana apresenta o estado da liberdade humana no mundo com base em uma ampla avaliação que engloba as liberdades pessoal, civil e econômica. O Instituto Fraser define a liberdade humana como a ausência de restrições coercitivas, reconhecendo a dignidade dos indivíduos. O índice utiliza múltiplos indicadores que comparam as liberdades econômica e pessoal.

Pontuações elevadas de forma consistente

Nos últimos dois anos o ranking foi liderado por Hong Kong, configurando a jurisdição mais livre no mundo, amplamente devido à pontuação da cidade em liberdade econômica. Este ano, a Suíça assume o primeiro lugar entre os 159 países avaliados, seguida por Hong Kong, Nova Zelândia, Irlanda e Austrália.

Em uma escala de 0 a 10, onde 10 representa mais liberdade, o país alpino recebeu 9,33 em liberdade pessoal e 8,44 em liberdade econômica, resultando em uma classificação de liberdade humana de 8,89.

O índice é calculado com base em 79 indicadores agrupados nas áreas listadas abaixo. Em comparação com os anos anteriores, a Suíça mantém pontuações altas em todas as áreas, com exceção de estado de direito (aumento) e religião (ligeira queda).

Liberdade pessoal

  • Estado de direito (8,4)
  • Segurança e proteção (9,6)
  • Movimentação (10)
  • Religião (8,6)
  • Associação (10)
  • Expressão, informação (9,7)
  • Relacionamentos, gênero (10)

Liberdade econômica

  • Tamanho do Estado (7,7)
  • Direitos de propriedade (8,6)
  • Segurança da moeda (9,8)
  • Liberdade para comercializar internacionalmente (7,5)
  • Regulamentação (8,6)

Links

Compartilhar
Como devemos entrar em contato?