Tenho interesse em
Atualidades

Economia saudável reflecte crescente equidade de rendimentos

A desigualdade de rendimentos não deixou de crescer a nível global ao longo dos últimos anos. Contudo, está a decrescer na Suíça desde 2009.

Segundo um recente relatório publicado pela empresa de pesquisas económicas e consultadoria BAKBasel e pela Faculdade de Economia da Universidade de Basileia (WWZ), a disparidade de rendimentos tem declinado na Suíça desde 2009.

Esta constatação pode parecer surpreendente, considerando que a clivagem entre ricos e pobres tem alargado na maior parte das regiões. “Atingimos um ponto de viragem. A desigualdade nos países da OCDE atingiu um máximo desde o início dos registos”, disse o Secretário-geral da OCDE Angel Gurría, ao lançar o mais recente registo da organização, intitulado Todos juntos: Menos Desigualdade Beneficia Todos. Segundo a OCDE, um aumento a longo prazo da desigualdade de rendimentos faz aumentar preocupações não apenas sociais e políticas, mas também de natureza económica, pois tende a reduzir o crescimento do PIB em resultado do aumento da distância entre os 40% de mais baixos rendimentos e o resto da sociedade. Pessoas de menores rendimentos têm sido impedidos de realizarem o seu potencial de capital humano, o que é mau para a economia no seu todo. O Aumento da Desigualdade de Rendimentos foi identificado pelo Fórum Económico Mundial como o desafio número um nas suas “Top 10 Trends” para2015.

A Suíça situa-se no 12º lugar entre os Países da OCDE em termos de equidade de rendimentos, com um grau de 0,285 (sendo 0 equidade total e 1 desigualdade total). Um mercado de trabalho forte com baixa taxa de desemprego e elevada proporção de mulheres, um sistema de educação sólido e excelente capital humano, bem como uma taxação progressiva, são atributos que contribuem para que a Suíça reduza as diferenças entre rendimentos, o que, em última análise, constitui um sinal de prosperidade para a economia de um país.

Para mais informações: Manual para Investidores (capítulos 2 e 8).

Compartilhar

Conteúdo relacionado