Tenho interesse em
Atualidades

As melhores condições digitais estão aqui: Suíça celebra o Dia Digital nacional

A inovação digital e as tecnologias de ponta colocam a Suíça em destaque. O país oferece uma estrutura ideal para empresas de tecnologia estrangeiras em busca de acesso a um ecossistema inovador e próspero. Hoje é o marco do primeiro dia digital na Suíça, uma iniciativa nacional sob a direção da digitalswitzerland e em colaboração com mais de 40 organizações parceiras, incluindo a Switzerland Global Enterprise.

escritórios da Open Systems AG em Zurique
A Suíça oferece uma estrutura ideal para empresas de tecnologia estrangeiras terem acesso a um ecossistema inovador e próspero.

A Administração Federal, os atores econômicos e as universidades estão trabalhando juntos intensamente para moldar o futuro da Suíça como uma nação “deep tech” e para acelerar a inovação digital. Em 2016, o Conselho Federal aprovou uma estratégia digital para criar condições ideais. A estratégia nacional tem foco em três áreas principais: atrair excelentes talentos digitais, ajudar empresas existentes a dominar os desafios digitais e fortalecer significativamente o ecossistema suíço de startups.

O primeiro dia digital nacional, que ocorre hoje, 21 de novembro de 2017, marca uma dessas iniciativas. Sob a direção da iniciativa digital digitalswitzerland e em colaboração com mais de 40 organizações parceiras, incluindo a Switzerland Global Enterprise, o primeiro Dia Digital Suíço ocorre simultaneamente por todo o país. Mais de 40 empresas e instituições, tanto econômicas quanto acadêmicas, apresentarão ao público o que exatamente significa a digitalização hoje e o que pode significar no futuro. O dia de ação acontece sob a égide da Presidente da Suíça, Doris Leuthard e do Representante do Conselho Federal, Johann Schneider-Ammann, além da participação ativa do Conselheiro Federal Alain Berset.

Longa tradição de inovação global

A inovação digital e as tecnologias de ponta colocam a Suíça em destaque. Foi aqui, no CERN, em Genebra, onde nasceu uma nova forma radical de pensar: a World Wide Web. A Suíça também é o lar do mais rápido supercomputador na Europa, o terceiro colocado em todo o mundo.

O país oferece uma estrutura ideal para empresas de tecnologia estrangeiras em busca de acesso a um ecossistema inovador e próspero para aprimorar sua competitividade e ingressar no mercado europeu. Desde 1956, empresas de tecnologia internacionais têm estabelecido seus centros de pesquisa e desenvolvimento aqui. Para a Google, a Suíça se tornou o escritório de pesquisa e desenvolvimento mais importante fora dos Estados Unidos, com mais de 2.000 funcionários localizados em Zurich. “Na Suíça nós encontramos talentos excepcionais, uma tradição de inovação, uma grande diversidade de mão de obra, estabilidade política e uma ótima qualidade de vida para os funcionários”, explica Patrick Warnking, Diretor Nacional da Google Switzerland. A Google expandiu seus escritórios suíços no início do ano, anunciando um espaço que acomodará até 5.000 novos funcionários até 2020.

Vale do Silício da Robótica

As universidades suíças estão na liderança em pesquisas na área de IA e robótica. A Google, a Apple e o Facebook lutam para ter os melhores talentos. Os dois institutos técnicos, o ETH Zurique e o EPF Lausanne, mantêm posições consistentes entre os melhores da Europa e distribuem mão de obra altamente qualificada para um mercado onde a ciência e a indústria trabalham lado a lado. “Especialmente em robótica, tivemos a oportunidade de contratar um corpo docente excepcional de todas as partes do mundo. Além disso, somos considerados o Vale do Silício da Robótica”, afirma o Prof. Dr. Roland Siegwart do Autonomous Systems Lab, no ETH Zurique. Sediada em Zurique, a ABB é de longe o mais bem-sucedido ator internacional na indústria de robótica, com 132.000 funcionários em todo o mundo e receita de US$ 34 bilhões (leia o artigo da Forbes “How Switzerland Became The Silicon Valley Of Robotics, Como a Suíça se tornou o Vale do Silício da Robótica - tradução livre).

A Suíça tem uma história de criar parcerias, facilitar o intercâmbio de know-how, construir pontes, agir com responsabilidade e no interesse coletivo. A fundação independente Mindfire foi registrada em julho de 2017 para dar origem a um novo epicentro para IA inserido na legislação suíça, sem fins lucrativos e com o objetivo de tornar a Propriedade Intelectual em IA acessível para o benefício das pessoas. A Mindfire convoca talentos em todo o mundo para que se unam e decodifiquem a mente para a humanidade. A primeira etapa em direção a esse objetivo, a Mission-1, será lançada em maio de 2018. Ao contrário de outras iniciativas no campo, a Mindfire é um movimento que une indivíduos, governos, instituições de pesquisa científica e empresas ao introduzir um formato baseado em blockchain para sistematicamente coletar e creditar a propriedade intelectual (IP) na fonte.

Ecossistema favorável para a segurança cibernética

Com sua longa tradição de neutralidade e um conjunto único de leis sobre privacidade, a Suíça também é o lugar perfeito para empresas de tecnologia com foco em segurança cibernética. A jovem e bem-sucedida empresa de tecnologia Proton Technologies AG é sediada na Suíça. A equipe combina conhecimentos matemáticos e técnicos profundos das principais instituições de pesquisa do mundo com experiência em criptografia de ponta a ponta. Seu serviço de e-mail, o ProtonMail, se tornou o serviço de e-mail mais seguro do mundo, com milhões de usuários em todo o mundo. Ela está localizada em um antigo centro de comando militar no interior dos Alpes Suíços, proporcionando, assim, segurança máxima para os dados de seus clientes. Além disso, a Suíça aplica um conjunto bastante diferente de leis de privacidade, pois está fora da jurisdição dos EUA e da União Europeia. “Acreditamos que uma segurança abrangente só pode ser alcançada pela combinação de tecnologia e proteção jurídica, e isso é proporcionado de forma ideal pela Suíça. Ao unir a avançada infraestrutura de TI do país ao seu ambiente jurídico único, a ProtonMail pode fornecer um serviço confiável e seguro”, afirma Dr. Andy Yen, cofundador e CEO da Proton Technologies.

Links

Compartilhar

Conteúdo relacionado