Atualidades

A Suíça continua a ser o país mais atrativo para grandes talentos

No Ranking Mundial de Talentos 2017 do IMD a Suíça manteve a primeira posição. O estado alpino vem seguido pela Dinamarca (2ª) e Bélgica (3ª). O ranking publicado pelo Institute of Management Development (IMD) compara a capacidade de um país de atrair e reter os melhores talentos.

estagiária
As boas notas da Suíça se devem principalmente aos seus programas de estágio únicos.

Desde 2014, o Institute of Management Development (IMD) tem avaliado 63 países segundo sua capacidade de proporcionar condições econômicas de base com o propósito de reter mão de obra altamente qualificada nacionalmente e de atrair profissionais internacionais. O estudo é baseado nos três componentes “Investimento e Desenvolvimento”, “Apelo” e “Prontidão”. Investimento e Desenvolvimento examina estes critérios de um país com relação aos seus talentos internos. O Apelo se refere à capacidade de explorar o conjunto de talentos estrangeiros, e a Prontidão avalia a disponibilidade de habilidades e competências no conjunto de talentos. A lista dos dez primeiros deste ano é composta apenas por países europeus, contudo, Canadá, Hong-Kong e Singapura estão muito próximos.

Maiores notas em todas as categorias

As boas notas da Suíça para Investimento e Desenvolvimento se devem principalmente aos seus programas de estágio únicos (consulte o nosso informativo sobre o sistema educacional de via dupla na Suíça), a alta prioridade da capacitação de funcionários e a excelente qualidade da infraestrutura de saúde.

O pequeno país atinge o primeiro lugar em Apelo graças à sua elevada qualidade de vida, reconhecida não somente pelos entrevistados neste estudo, mas também por vários outros rankings globais. O custo de vida pode ser alto, mas a remuneração para a mão de obra altamente qualificada possibilita que a Suíça continue a ser atrativa.

Em Prontidão, a Suíça demonstra um desempenho excepcional. Seu sistema educacional, o ensino superior e o ensino de gestão são incomparáveis, além disso, é importante mencionar as competências linguísticas.

Sistema educacional de primeira classe

Para manter um conjunto rico em profissionais altamente qualificados, a Suíça se esforça para atingir a excelência em capacitação e educação. Com o Instituto Federal de Tecnologia de Zurich (ETH), administra uma renomada universidade que continuamente figura entre as dez melhores em rankings globais de universidades. Há outras universidades, como o Instituto Federal de Tecnologia de Lausanne (EPFL) ou a Universidade da Basileia, que regularmente ganham reconhecimento internacional por seu desempenho e competência. Uma das vantagens da educação suíça está em seu sistema educacional de via dupla. Além da educação acadêmica, o reconhecido programa de formação representa um sólido pilar na estrutura. Centenas de diferentes profissões podem ser aprendidas por meio de programas de estágio. As capacitações profissionais têm duração de três a quatro anos e oferecem uma combinação de teoria na escola e prática direta no trabalho em si. Portanto, o aprendizado acadêmico é complementado por habilidades práticas, o que resulta em uma mão de obra bem formada desde os primórdios da vida profissional.

Para saber mais sobre a vida e a educação na Suíça, consulte o nosso Manual para Investidores.

Links

Compartilhar

Conteúdo relacionado